O que significa Greenshoe option?

How’re you doing?

O que significa Greenshoe Option?

De fato, à primeira vista a expressão Greenshoe option pode nos deixar com a pulga atrás da orelha, ainda mais com essa imagem de sapatos na cor verde ao lado.

O termo técnico, vinculado ao mundo dos negócios, é parte de uma infinidade de expressões vindas do chamado Business English.

Mas o que significa Greenshoe option?

Greenshoe option é uma cláusula presente em um acordo de subscrição que garante ao subscritor o direito de vender aos investidores mais ações do que o previsto inicialmente pelo emissor.  

De uma forma mais simples e clara. 

Uma empresa X resolve lançar ações pela primeira vez no mercado (oferta primária, conhecida pela sigla IPO – Initial Public Offering) ou ainda, novas ações (oferta secundária conhecida pelo termo follow-on offer). Para isto, poderá ela mesma realizar todo o procedimento necessário ou contratar outras entidades – agentes fianceiros, normalmente bancos ou corretoras- para realizar a operação. 

Logo, o  subscritor da oferta pública poderá ser a própria empresa (ofertante) a ter as suas ações lançadas ou uma outra empresa intermediando este procedimento.

A intenção principal, através da subscrição de ações (lançamento de ações), é obter novos recurso e assim investir a quantia levantada em equipamentos, aquisição de tecnologia, amplicação de instalações etc.


Acontece que pode ocorrer a necessidade de uma empresa vender lotes adicionais (quantidades a mais) de ações caso haja uma considerável demanda (procura).

É aí que entra o termo Greenshoe option 

A expressão acima é a forma como o suposto alocamento de lotes adicionais pode ser mencionado em um prospecto. O prospecto é um documento que contém informações, normas, regras a respeito da emissão de ações. É aconselhável que todo interessado em participar da compra destes novos papéis da empresa X leia-o. 

No Brasil, fala-se em opção de distribuição de lote sumplementar que é o art. 24 da Instrução CVM Nº 400. Este artigo determina que o lote suplementar não poderá ultrapassar a 15% da quantidade inicialmente ofertada.

Alguns especialistas relatam que a chamada Greenshoe option pode proporcionar estabilidade de preços de um ativo porque o subscritor tem a capacidade de aumentar a oferta e consequentemente controlar as flutuações do preço de um ativo, além de proporcionar liquidez, caso a demanda aumente.


Assim, as empresas possuem um mecanismo para estabilizar o preço inicial de um ativo (ação) quando este é lançado no mercado. Uma das formas é a que acabamos de aprender. Os interesseados na aquisição destes papéis podem adquirir um lote adicional destas ações ao preço de lançamento (o que será acordado anteriormente entre a empresa que lança os seus papéis e os investidores que participaram da oferta, na compra). Os intermediadores  (banco, corretoras, entidades responsáveis) podem exercer esta opção caso a procura pelas ações excedam as expectativas e os ativos comecem  a ser negociados no mercado abaixo do preço da oferta.

De acordo com o site investopedia o termo “Greenshoe” originou-se de uma empresa que anteriormente se chamava Green Shoe Manufacturing Company fundada em 1919. Como foi a primeira empresa a implantar esta cláusula no contrato de subcrição, o termo passou a ser utilizado por outras empresas.

Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta