Juíza se irrita Com Resposta em Inglês (Whatsapp)

0 420

Juíza bloqueia Whatsapp e se irrita Com Resposta em Inglês – Na data 19/07/2016, mais uma vez o WHATSAPP foi bloqueado no Brasil à mando de uma magistrada, dessa vez do Rio de Janeiro. O motivo? Criminosos estariam usando o aplicativo para se comunicar e, com isso, tocando às suas práticas criminosas livremente. À propósito, se você não sabe o que significa WhatsApp, aproveita para ler um artigo super curto e mão na roda que já foi publicado aqui no blog Inglês no Teclado [clique aqui para aprender].

Como das outras vezes, a decisão judicial despertou a ira de muitos brasileiros que justificam a fúria afirmando dependerem do app para trabalhar e, consequentemente, sobreviverem.

Lewandoswski, presidente do STF, posteriormente revogou a decisão de bloqueio do aplicativo e no final do dia já era possível retomar o expediente de mensagens. A Associação dos Magistrados do Estado do Rio De Janeiro, expressou o seu apoio à decisão da juíza nos seguintes termos:

Quando há fortes indícios de crimes e quebra de sigilo, o direito à privacidade dos usuários do aplicativo entra em conflito com o direito à segurança pública, em favor de toda a sociedade. Não é a primeira vez que o WhatsApp impõe dificuldades à Justiça brasileira. E muitas organizações criminosas têm se aproveitado desse vácuo para se comunicar exclusivamente pelo aplicativo, inclusive para planejar e praticar crimes.

Nesse novo artigo do inglês no teclado, não vamos fazer a nossa análise em torno do novo caso de bloqueio do WhatsApp em decorrência de uma decisão judicial – da outra vez fizemos, apesar de o nosso foco principal ser inglês. Dessa vez, iremos falar sobre um aspecto interessante que chamou a nossa atenção como foi noticiado pelo portal Uol: a juíza de primeira instância por trás dessa decisão espinhosa ficou irritada com a satisfação dada pelo pessoal do WhatsApp, pois a justificativa foi dada em inglês.

A juíza rapidamente revelou a sua revolta diante do comportamento da empresa, uma vez que a interpelada nem mesmo se ateve ao fato de que no Brasil, não se fala inglês e sim português.

Ou seja, na visão da julgadora, o mínimo que a empresa deveria ter feito é enviado uma resposta na língua oficial do nosso país. E então? Tem razão a nobre julgadora?

Juíza bloqueia Whatsapp e se irrita Com Resposta em Inglês

Hoje mais cedo estava assistindo a um programa da Globo News e um dos participantes concluiu que a decisão da juíza Daniela seria mais do que absurda e que o seu comportamento seria sintetizado pela expressão “síndrome de vira-lata”. À luz dos acontecimentos e do posicionamento das figuras que aqui elencamos, passemos a análise.

Muitos analistas tenderiam a afirmar que diante do mundo globalizado em que vivemos o WhatsApp tomou a postura correta em responder às solicitações da justiça brasileira em língua inglesa. Contudo, este blogueiro descorda em número gênero e grau da referida posição e é muito fácil entender o porque desse meu entendimento.

Mundo globalizado não é justificativa para se dar o luxo de escolher a língua a ser usada onde quer que você esteja, principalmente em se tratando de  circunstâncias oficiais. Uma coisa é o órgão brasileiro enviar um ofício a um país de língua inglesa solicitando dados que auxiliem investigações conduzidas por um órgão brasileiro, fazendo uso do inglês.

Uma língua não tem nenhum poder sobre a outra, isto é, não se sobrepõe em absolutamente nenhum sentido, devendo ser respeitado o domínio de cada uma ou, como se diz em inglês, realm da outra. Vamos fazer um exercício de alteridade. Se coloque no ligar do outro [put in somone’s shoes]. Imagine eu, Daniel Silva ou a minha empresa, enviar um documento chancelado pela minha pessoa ou, como dito, pela minha empresa, à justiça americana em Português. Repetindo, enviar um documento à qualquer empresa, órgão ou organização em Português aos Estados Unidos da América. Qual a validade desse documento? Nenhuma. Qual a carga legal desse documento? Nenhuma, pois não condiz com as leis oficial daquele país. Teste e faça isso que eu estou propondo nesse artigo para ver o que lhe acontece. Ouse enviar um histórico escolar seu para qualquer entidade dos Estados Unidos em Português.

Ainda que o Inglês seja a língua mais falada do mundo (em termos relativos), isso não confere ao seu usuário a condição de desobedecer os ditames legais de qualquer país.  Se no nosso país a língua falada é o Português, que tivessem procurado os representantes do WhatsApp tradutores juramentados para efetivar a tradução do que queriam dizer. Não agir com tamanho despreparo e insolência diante do maior poder de uma país que é o sistema judiciário. Ainda não somos uma Venezuela (e com todo respeito aos nossos amigos Venezuelanos), porque aqui os juízes (ao menos em sua maioria) não possuem conluio com o governo. Do contrário, aí sim seríamos uma republiqueta de bananas.

Logo, apesar de o Inglês ser imprescindível para todos nós, os domínios de todas as línguas do mundo devem ser respeitados.

Para ficar por dentro das nossas dicas de inglês, curta a nossa página oficial no Facebook. Sempre damos dicas por lá para quem quer se tornar fluente em inglês. No Youtube você consegue conferir todos os nosso vídeos oficiais e ter acesso a um material gratuito fantástico que vai lhe ajudar a melhorar a pronúncia em inglês e a escuta como nunca [clique aqui para conhecer]. Ajuda a gente, é rapidinho!  😉

Curtir página do Facebook

Imagem desse link
Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta