Viajar para fora do país pela primeira vez

Você vai viajar para fora do país pela primeira vez e está apreensivo(a) sobre como tudo irá ocorrer? Está procurando dicas sobre sobre como se comportar fora do país, o que deve dizer e como as coisas acontecem fora do Brasil? Realmente não é fácil fazer a sua primeira viagem para o exterior. Eu e minha família moramos 8 anos no Canadá – foi então que passados exatos 8 anos quando voltamos ao Brasil. Apenas fui ao exterior novamente quando já com 23 anos de idade- tudo era como novo para mim, mesmo detendo Inglês fluente.

Preparei uma lista com dicas sobre primeira viagem para o exterior para que você não seja pego(a) de surpresa e a sua viagem ocorra tudo bem! Continue lendo!

Viajar para fora do país pela primeira vez – dicas geniais!

Resolvi destacar algumas dicas sobre etiqueta, modo e hábitos, além de aspectos sobre segurança e outros relacionados a sua primeira viagem para o exterior, assim você pode viajar para fora do país pela primeira vez com muita tranquilidade!

1. A regra número um que gosto de alertar a todas as pessoas que vão viajar para fora do país pela primeira vez é: não toque em ninguém que você desconheça se não for caso de emergência. Pode soar dramática ou exagerada essa minha colocação, mas é a mais pura verdade. Somos brasileiro e, como tal, estamos super acostumados a cutucar, tocar, abraçar e outros gestos calorosos que boa parte do resto do mundo entende como invasão de privacidade. É muito fácil, por mais que agente se policie, cair nesse erro. Um simples pedido de informação pode nos levar a tocar em alguém ainda que de maneira muito sutil.

 

Viajar para fora do país pela primeira vez
Viajar para fora do país pela primeira vez: sem intimidade!

2. Seja o mais gentil e polido possível.  Uma maneira de evitar desentendimentos, ocasiões de divergência e estresse em sua primeira viagem para o exterior é sem sombra de dúvidas tratar as pessoas como você deseja ser tratado. Como em qualquer parte do mundo as pessoas valorizam atos de gentileza e uso de palavras como please embutida em pedidos e expressões como excuse me para pedir algo, perguntar algo ou chamar alguém é essencial.

3. Não dê uma de estrangeiro bobo. Quando dizermos gentil e polido isso não significa se fazer de tonto e feliz. Assim como não é bom “pagar uma de super entendido”, fazendo o papel do arrogante, dar margem para que as pessoas interessadas em seu dinheiro lhe enxerguem como alvo-fácil para levantar uma grana fácil é igualmente recomendável. Portanto, seja sensato. Moro em uma cidade muito famosa pelo turismo e aprendo muito com os turistas que aqui visitam como cometem erros elementares.

4.  Procure adquirir o máximo de informações acerca do local o qual você vai visitar. Saber se um local aceita dinheiro e/ou cartão, fala ao menos Inglês, que tipo de pratos são servidos ajuda bastante na tentativa de evitar circunstâncias desconfortáveis. Confira sites contendo o feedeback desses locais. Existem na internet milhares de revisões sobre diversos pontos turísticos nesse mundo a fora.  Inclusive no Google é bem possível filtrar essas informações.

Viajar para o exterior pela primeira vez
Viajar para fora do Brasil pela primeira vez: não dê manota!

5. Aprenda o básico da língua inglesa, mesmo que esta não seja a língua oficial do país o qual você vai visitar. Em alguns países como França, por exemplo, a língua inglesa não é muito bem vista por vários cidadãos. Entretanto, ainda que essa seja uma realidade, é um trilhão de vezes mais fácil você encontrar alguém que fale Inglês do que qualquer outra língua.

 

Dicas de Inglês muito interessantes:

 

6. Descubra sobre o funcionamento dos aeroportos, transporte para o local onde você vai ficar com antecedência. Evite surpresas. Se você vai sair do Brasil pela primeira vez, planeje tudo antecipadamente e essa é uma das melhores maneiras de evitar dor de cabeça.

7. Prepare para pagar gorjetas, caso o serviço esteja ao menos dentro das expectativas. Em países como nos Estados Unidos é comum pagarmos gorjetas, simplesmente porque carregaram a nossa mala ou chamaram o táxi. Investigue se aonde você vai isso também é algo corriqueiro.

8. Aprenda a falar sobre a moeda local e suas frações. Se você não sabe ao menos sobre a moeda local e suas respectivas frações, tem grande chances de pagar a mais por algo (nunca a menos!).

9. Fique atento a seus pertences, mas sem paranoia. Novamente, falando sobre a condição de turista, prestar atenção ao seus pertences, não está ligado ao país em que você está. Aceitar que independente da sua localização é importante, já que o roubo ocorre em qualquer lugar.

10. Evite falar Português mesmo que não intencional. É muito comum em ocasiões nas quais queremos dizer algo e não sabemos dizer na língua local, apelar para a nossa própria língua e gesticular freneticamente acreditando que a pessoa daquele país irá nos entender.  Para muita gente impaciente isso pode funcionar como combustível para irritação,. Assim reforçamos a necessidade de aprender o arroz com feijão ao menos da língua inglesa.

Gostou desse post?

Ajude a gente a divulgar o nosso trabalho! Curta a nossa fanpage do Facebook e junte-se às demais pessoas que também querem aprender bastante!

 

Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta