SECURITIZATION: significa o quê?

O que significa securitization?

Na língua inglesa, a palavra security,em termos financeiros, significa instrumento negociável e fungível com valor financeiro, isto é, um bem que pode ser trocado por outro da mesma espécie. Alguns exemplos são ações ordinárias, derivativos, commodity, etc.

Fugindo um pouco do conceito de security, no artigo de hoje estarei falando a respeito de uma prática ainda não muito comum no Brasil mas que com o passar dos anos vem ganhando cada vez mais espaço nas operações realizadas por empresas de financiamento chamada securitização.

  • O que  é securitização? O que é securitization?

Para entendermos melhor como funciona a securitização, imagine que você resolve adquirir um empréstimo no banco (conhecido como crédito imobiliário) para a aquisição de um imóvel. É esperado que, após adquirido o empréstimo, você irá então pagar, seja através do contracheque ou não, parcelas desse financiamento até sanar o saldo devedor.

Imagine agora que o banco ou a entidade de financiamento detém um certo número de empréstimos a serem concedidos. O banco resolve juntar todos esses empréstimo (como se estivesse empacotando-os) e vende-los no mercado para outros investidores.

Quando você for realizar o pagamento das parcelas do empréstimo que assumiu, o valor destas parcelas serão então encaminhadas para o investidor que comprou comprou todos aqueles empréstimos empacotados do banco.

Securitizar (Portunglish – termo aportuguesado) significa empacotar vários empréstimos, criando um papel negociável. Este papel representa o direito de receber os pagamentos feitos por quem tomou o crédito (você, no caso).

Após o ato de secutirizar, o investidor que comprou o papel recebe as parcelas pagas pelo cliente ao banco.

Pode parecer meio que loucura este procedimento, mas de loucura não tem nada. Isto porque
ao vender todos aqueles empréstimos para um investidor, o banco recebe de imediatamente do investidor dinheiro que seria recebido apenas em parcelas ao longo de meses ou anos.

Assim o banco possui mais dinheiro para conceder em forma de empréstimo.

Alguns especialistas dizem que a crise recente nos Estados Unidos também teve como um dos culpados a securitização.

Imagine que um investidor adquiriu do banco esse papel negociável (vários empréstimos agrupados). Esse investidor resolve então vendê-lo para outro investidor que após algum tempo resolve fazer a mesma coisa e passar esse papel negociável ”para frente”.

E se o cliente que pegou o empréstimo não honrar o compromisso de pagar as parcelas?

Eis o grande problema.

Recentemente, no Brasil, ocorreu um grande problema com o Banco Panamericano, pertecente ao magnata Sílvio Santos.

O banco havia efetuado a venda de um empacotamento de vários empréstimos mas não deu baixa. Ficou então registrado como se o banco ainda possuísse este empacotamento anexado ao seu patrimônio quando na verdade este inexistia, uma vez já vendido. Restando, na verdade, um rombo de bilhões.

 

Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta