Questions Within Questions (Sentences)

Questions Within Questions (Sentences) é um tema que ainda muita dúvida entre falantes nativos da língua portuguesa. Eu costumo chamar esse tema de perguntas indiretas em inglês. Já tratei sobre ele aqui no blog em um texto no qual cito ser este uma das maiores cascas de banana que derruba muita gente. Se esse é o seu caso, não se preocupe. Abaixo irei lhe explicar com maestria (modéstia à parte) a como dominar essa joça de vez.

Antes de conferirmos sobre o uso de questions within sentences em inglês, eu gostaria de te dizer que caso você queira conferir mais dicas de inglês além dessas, pode conhecer o nosso canal de inglês no Youtube. Atualmente são milhares de pessoas acompanhando as nossas aulas de inglês por lá. Tem gente do Brasil, Estados Unidos, Inglaterra, Canadá e muito mais. Como sempre dizemos por aqui, escola de inglês e curso de inglês são importantes, mas blogs de inglês também [clique aqui para conhecê-lo]. Você com certeza não vai se arrepender!  😉

Questions Within Questions (Sentences)

Para que a explicação abaixo fique mais clara, irei marcar todos os verbos auxiliares e verbos modais na cor verde nos exemplos abaixo, OK?

Eu desejo lhe perguntar onde posso carregar o meu celular. Em Inglês fica assim:

Ex: Where can I charge my cellphone?

Em uma tradução, ao pé da letra, a frase acima ficaria em português: onde posso eu carregar meu celular?

Em Inglês, verbos modais e verbos auxiliares assumem uma posição obrigatória ao serem alocados em perguntas.

Ex: Do you speak English?

Essa é clássica e significa: você fala inglês? Apesar de usarmos o verbo auxiliar do por questões de ditames gramaticais da língua inglesa, ele é um verbo neutro sem nenhum sentido e mera função estrutural para indicar se trata de uma pergunta do presente simples. Em razão disso, ele nem aparece na língua portuguesa (aspecto que observamos na tradução desse último exemplo: você fala inglês?).

Então é fundamental saber a regra número 1 para construir perguntas em inglês: verbos modais e auxiliares vem logo no começo da pergunta, salvo se feito uso de pronomes interrogativos (where, how, when, why, how often etc) – como no caso do primeiro exemplo que vimos acima (Where can I charge my cellphone?). Se você ainda não está confiante sobre o uso de verbos auxiliares em inglês sugiro que [clique aqui].

Logo, para perguntar “você sabe…?” em inglês, basta estruturar a pergunta como “do you know…?”

Compare ambas as frases em português que destaco abaixo:

Onde posso carregar o meu celular? /  Você sabe onde posso carregar o meu celular?

A única diferença que notamos entre elas, em termos de morfossintaxe, é a inclusão de “você sabe” na segunda frase, já que a ordem das palavras é a mesma. A investigação da primeira frase foca no local em que posso carregar o meu celular (onde….?). Já a segunda, investiga se a pessoa sabe ou não o local onde posso carregar o meu celular (você sabe…?).

Costumeiramente, rotulamos a primeira frase como uma pergunta direta na qual a intenção é sacar uma informação de alguém sem rodeios. Para a segunda frase, a pessoa pode nos responder: “sim, sei”. Ainda assim, fica subentendido que desejamos que ela nos forneça a informação acerca do que desejamos saber. Tanto é assim, que se ela responde “sim, sei”, aguardamos ela especificar o local ou, caso isso não se concretize, na sequência, emendamos uma nova pergunta como: onde? Para justamente completarmos a nossa missão: descobrir uma tomada disponível.

Em Inglês, também é possível adotarmos a pergunta sem rodeios (que vai direto ao ponto) ou a pergunta com rodeios (chamada de indireta). Denominamos de indireta, visto que, embora a pessoa seja inquerida a dizer se ela sabe ou não de algo, a nossa real intenção é obter a informação principal (saber exatamente onde fica o local para carregar o celular) e não se ela está a par da existência ou inexistência de tomada nas redondezas. Normalmente lançamos mão de perguntas indiretas por questões de polidez, isto é, urbanidade. É que, para muita gente, pode soar como uma grosseria interpelar a pessoa e, sem nenhum ritual, lhe disparar uma pergunta como: onde posso carregar o meu celular? Quem lhe disse que a pessoa detém essa informação? Ela por acaso é um oráculo ou mãe Dináh? Ela por acaso lhe conhece ou está obrigada a lhe responder algo?

Pois bem, dito isso, vamos nos voltar ao estudo da língua inglesa. Em Português, como vimos, ambas as perguntas assume, essencialmente, a mesma estrutura em termos de ordem das palavras que constituem a pergunta.

Onde posso carregar o meu celular? /  Você sabe onde posso carregar o meu celular

Em inglês, contudo, a uma mudança na ordem de palavras que deverá ser observada. Façamos o uso de “do you know…?” (você sabe…..?).  Vou completa-la e tentar coletar a informação relativa ao ponto apropriado para carregar o meu celular.

Ex: Do you know where I can charge my cellphone?

Lembre-se que do é um verbo auxiliar desprovido de sentido (sentido neutro). A tradução ao pé da letra é: você sabe onde eu posso carregar meu celular?

Observe que seria diferente, caso eu a perguntasse:

Ex: Where can I charge my cellphone?

Que em uma tradução direta significa:  Onde posso eu carregar o meu celular? Frase cuja ordem vocabular super esquisita vimos no começo desse artigo.

Veja um quadro comparativo e repare na ordem das palavras.

Pergunta direta (sem rodeios)Tradução ao Pé da LetraPergunta indireta (com rodeios)Tradução ao Pé da Letra
Where are my keys?Onde estão minhas chaves?Do you know where my keys are?Você sabe onde minhas chaves estão?
Can he come tonight?Pode ele vir hoje à noite?Do you think he can come tonight?Você acha ele pode vir hoje a noite?
Is the computer working?Está o computador funcionado?Do you know if the computer is working?Você sabe se o computador está funcionando?
Is the drugstore opened?Está a drogaria aberta?Do you know if the drugstore is opened?Você sabe se a drogaria está aberta?
Are there any tables next to a window? quaisquer mesas próximas a uma janela?Can you tell me if there are any tables nex to a window?Pode você dizer me se há quaisquer mesas próximas a uma janela?

Em alguns exemplos da tabela acima fizemos uso do verbo to be que é um verbo especial do inglês o qual ora atua como auxiliar (como na pergunta direta) ora como verbo principal (como na pergunta indireta).

Se você permaneceu com alguma duvida após essa explicação, deixe a sua mensagem abaixo. Faço questão de responder todos os nossos leitores.

Gostou da dica sobre o uso de questions within questions em inglês? Para contar com a nossa ajuda e continuar aprendendo inglês online, conheça o nosso canal de inglês no Youtube. No momento milhares de pessoas de todo o mundo acompanham o nosso trabalho por lá. Essa é uma excelente oportunidade para você aprender inglês online e ainda contar com a nossa cooperação para turbinar o seu conhecimento [clique aqui para conhecê-lo]. Você não vai gastar nada com isso e ainda tem a chance de melhorar a sua pronúncia e escuta. São vídeos para todos os níveis: básico, intermediário, avançado e proficiente. No Facebook, sempre avisamos quando há novidades por aqui como dicas, artigos e textos novos. Ajuda a gente, é rapidinho!  😉

Curtir página do Facebook

Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta