Contrações Duplas Em Inglês – Wouldn’t’ve, I’d’ve, Couldn’t’ve

Contrações Duplas Em Inglês (ou dupla contrações) compõe um tema super interessante da língua inglesa. Alguns exemplos de double contractions em inglês são:  Wouldn’t’ve, I’d’ve, Couldn’t’ve, Who’d’ve e It’d’ve. Pois bem. Como já expliquei aqui na nossa página e no nosso canal de inglês no Youtube, a língua inglesa é apaixonada por contrações. Nesse sentido, se você diz d’água em Português, vai encontrar uma infinidade de contrações no inglês – inclusive mais de uma contração (entre três palavras). Já pensou nessa possibilidade? Pois é, ela é real. Vale dizer que é muito recorrente no inglês falado e não na forma escrita  – apesar de que nada impede isso de ocorrer.

Para que servem as Contrações Duplas Em Inglês?

O uso de contrações tem como um dos seus fins despender menos energia na fala e promover o relaxamento total dos músculos que articulam o produto final da fala, isto é, o som. Assim, o falante que opta pela contração dupla reforça esse aspecto. Se ao utilizar uma contração simples a oratória é positivamente impactada, do ponto de vista da eficiência fonética, a contração dupla visa a levar essa espécie de técnica da oratória para outro patamar – diga-se de passagem evoluído e (porque não dizer?) relapso. Entretanto, aqui cabe um comentário. Não se trata de propor uma comunicação desleixada que complica a vida das pessoas no fator compreensão. Pelo contrário, o propósito, ao optar pela contração dupla, é justamente trazer simplicidade e ligeireza à fala.

Dessa forma, cabe ao estudante de inglês dedicar parte do seu tempo ao estudo das contrações duplas em inglês.

Contrações Duplas Em Inglês

Vamos começar por algumas contrações mais simples. Na sequência avançaremos por outras de nível intermediário e, para fechar com chave de ouro, aprofundaremos e contrações duplas que costumam tirar muitos estudantes de inglês do sério. Se mesmo após conferir a explicação abaixo você permanecer com alguma dúvida, comente.

Contrações com o verbo to be

Por uma questão de didática, vamos iniciar os estudos com o verbo mais essencial da língua inglesa: o verbo to be. Para isso, como se trata de uma contração dupla, você há de convir que, para efetuá-la, precisamos de três palavras (além do sujeito) – situação na qual duas irão fundir com o sujeito.  Observe o quadro abaixo:

EXEMPLOPRIMEIRA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESSEGUNDA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESCONTRAÇÃO DUPLA
She is not happyShe’s not happyShe isn’t happyShe’s’nt happy
They are not hungryThey’re not hungryThey aren’t hungryThey’re’nt hungry
Daniel is not tiredDaniel’s not tiredDaniel isn’t tiredDaniel’s’nt tired

 

Uma pequena observação: apesar de termos grafado a dupla contração no quadro acima, esse padrão de escrita não procede. O que eu quero dizer com isso é que se trata apenas de uma simbologia que optamos para fins de registro de sua existência. Inclusive, se as contrações duplas existissem em forma escrita, a rigor, talvez as grafaríamos como, respectivamente, she’sn’t, they’ren’t e Daniel’sn’t (he’sn’t – diferentemente do que foi proposto no quadro. É ate incoerente tentar dizer o que é certo e o que é errado em função da imprevisibilidade gramatical.

Nesse sentido, cabe dizer que muitos estudiosos da língua inglesa abominam o uso das duplas contrações. No entanto, elas são uma realidade e cabe à gente tocar nesse tópico, aqui no inglês no teclado. Dessa forma, reforçando o que eu já disse, se, em um documento escrito, por exemplo, alguém optar por lançar mão desse artifício, poderá ser penalizado em virtude da inexistência de regras gramaticais que preveem esse formato. Por isso, como eu disse no começo desse artigo, as double contractions cingem-se ao inglês falado. Assim sendo, vamos conferir um áudio com cada uma das frases acima. Dá o play!

Percebeu a diferença? Recomendo que você escute diversas vezes. No começo pode ser difícil captar a diferença entre elas, especialmente a dupla contração. Entretanto, com o tempo, você acaba pegando. Vamos para o próximo exemplo, shall we?

Contrações com o verbo modal will

Um dos verbos modais mais impactados pela dupla contração em inglês é, de certo, will. O som da letra ‘l’ sobressai em relação às  outras letras que o compõe. Confira os exemplos abaixo e não esquece de ouvir o áudio para captar a diferença entre cada uma das frases.

EXEMPLOPRIMEIRA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESSEGUNDA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESDUPLA CONTRAÇÃO
They will have it paintedThey’ll have it paintedThey’ll’ve it painted
Her wedding dress will not have to be approved by the QueenHer wedding dress won’t have to be approved by the QueenHer wedding dress’ll not have to be approved by the QueenHer wedding dress won’t’ve to be approved by the Queen
We will have to work with othersWe’ll have to work with othersWe’ll’ve to work with others

 

Conferiu o quadro acima? Agora dá o play:

Repare no primeiro exemplo. A contração dupla soa como uma contração tripla entre They’ll’ve e it. No segundo exemplo (e no terceiro também) o schwa poderá se instalar por meio da palavra ‘to’. No áudio abaixo reforço esse aspecto do schwa (segundo e terceiro exemplo), escute:

Além disso, muito embora eu não tenha dado a opção de dizer they will’ve it painted e we will’ve to work with others, no formato oral, elas ocorrem sim.  

Se você não sabe o que é o schwa recomendo que veja [essa nossa dica, clique]. De qualquer forma, existem muitas outras contrações duplas com o esse verbo modal. Mais alguns exemplos:

EXEMPLOPRIMEIRA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESSEGUNDA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESCONTRAÇÃO DUPLA
I don’t know, you will have to ask himI don’t know, you’ll have to ask himI don’t know, you’ll’ve to ask him
They will have to kill us firstThey’ll have to kill us firstThey’ll’ve to kill us first
She will have to step aside in the coming weeksShe’ll have to step aside in the coming weeksShe’ll’ve to step aside in the coming weeks

Ademais, cabe pontuar um detalhe interessante acerca dos exemplos acima. Muitos leitores podem ser levados a questionar se não caberia uma contração oral do tipo you will’ve / they will’ve / she will’ve. Penso que caberia sim. No entanto,  dado que esses padrões de escrita não chegam nem mesmo a ser citados pela literatura confiável (diferentemente da contração dupla que ainda consegue vencer certa resistência ao seu registro escrito), optei por não incluí-los no quadro acima. Abaixo, porém, fujo desse entendimento apenas para que os leitores tenham uma noção mais ampla sobre a pronúncia por meio dos áudios.

Contrações com o verbo modal would

Os verbo modais would e will jogam páreo a páreo no quesito contrações duplas. Vejamos alguns exemplos interessantes:

EXEMPLOPRIMEIRA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESSEGUNDA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESCONTRAÇÃO DUPLA
I would have loved to have been coached by himI’d have loved to have been coached by himI would’ve loved to be coached by himI’d’ve loved to have been coached by him
Who would have thought?Who’d have thought?Who would’ve thought?Who’d’ve thought?
We would have to park on the streetWe’d have to park on the streetWe would’ve to park on the streetWe’d’ve to park on the street

Observe que eu inclui a segunda opção de contração simples, em que pese a previsão formal que citei acima. Fiz isso com o intento de abrir a cabeça dos internautas em termos de inglês informal.  😉

Contrações com o verbo modal could

Na minha visão, a contração dupla com could é um tipo de contração dupla que auxilia bastante os estudantes a compreender os meandros do inglês falado. Nessa linha, julgo que a contração com esse verbo modal evidencia com mais riqueza a manifestação sonora da contração dupla.  O que quero dizer com isso é que esse tipo escancara com mais clareza o efeito fonético da dupla contração em inglês. Assim, se o estudante não possui uma capacidade de percepção tão aprimorada, essa versão tende a ajudá-lo.

EXEMPLOPRIMEIRA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESSEGUNDA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESCONTRAÇÃO DUPLA
I could not have knownI couldn’t have knownI could not’ve knownI couldn’t’ve known
You could not have done moreYou couldn’t have done moreYou could not’ve done moreYou couldn’t’ve done more
She could not have had less luckShe couldn’t have had less luckShe could not’ve had less luckShe couldn’t’ve had less luck

Novamente, cuidado ao grafar I could not’ve known como contração simples. Na escrita, ela não está prevista pelos ditames gramaticais da língua inglesa. É apenas um artifício que uso para você se localizar quanto aos áudios. No meu entendimento, o tema que estamos estudando em conjunto com as reduções vocálicas  devem fazer parte do conhecimento de todos que querem se tornar fluente em inglês algum dia.

Contrações com o verbo modal should

Assim como could, o verbo modal should merece uma explicação especial. À propósito, se você quiser aprender em que situações nós podemos lançar mão do tempo verbal que emprega should have e could have [clique aqui].

 

EXEMPLOPRIMEIRA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESSEGUNDA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESCONTRAÇÃO DUPLA
He should not have been treated as a criminalHe shouldn’t have been treated as a criminalHe should not’ve been treated as a criminalHe shouldn’t’ve been treated as a criminal
He should not have engaged in the debatesHe shouldn’t have engaged in the debatesHe should not’ve engaged in the debatesHe shouldn’t’ve engaged in the debates
You should not have worked so lateYou shouldn’t have worked so lateYou should not’ve worked so lateYou shouldn’t’ve worked so late

 

Contrações com o verbo modal can

EXEMPLOPRIMEIRA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESSEGUNDA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESCONTRAÇÃO DUPLA
You can not have bothYou can’t have bothYou can not’ve bothYou can’t’ve both
She can not have more kidsShe can’t have more kidsShe can not’ve more kidsShe can’t’ve more kids
Who says she can not have it all?Who says she can’t have it all?Who says she can not’ve it all?Who says she can’t’ve it all?

Observe como nesse no último exemplo (segunda opção de contração simples) incrementei a fala e fiz inclui uma pitada de redução vocálica soando “can not’ve_it_all”, ou seja, juntei o som das próximas palavras. Não percebeu? Escute o áudio desse último exemplo mais uma vez.

Contrações com o verbo modal must

EXEMPLOPRIMEIRA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESSEGUNDA OPÇÃO DE CONTRAÇÃO SIMPLESCONTRAÇÃO DUPLA
It must not have been an easy move for herIt mustn’t have been an easy move for herIt must not’ve been an easy move for herIt mustn’t’ve been an easy move for her
They must not have had a lot to do a thousand years agoThey mustn’t have had a lot to do a thousand years agoThey must not’ve had a lot to do a thousand years agoThey mustn’t’ve had a lot to do a thousand years ago
You must not have had three minor offencesYou mustn’t have had three minor offencesYou must not’ve had three minor offencesYou mustn’t’ve had three minor offences

 

Como você já deve ter notado, não tratei de todas as contrações duplas em inglês nesse artigo. A razão disso é que, por uma questão pedagógica, revolvi tratar dos outros casos em uma outra oportunidade, visto que esse texto já está bem grande. Assim, utilize a barra de buscas no topo para conferir as nossas outras explicações sobre esse tema. Mudando de assunto, se você ficou com alguma dúvida, é só deixar o seu comentário abaixo. Eu e a minha equipe fazemos questão de ajudar todos os nossos leitores. Antes de você ir embora, no entanto, eu gostaria de te pedir para curtir a nossa página oficial no Facebook. Usamos esse instrumento para fins de divulgação do nosso trabalho. Ajuda a gente, é rapidinho!

Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta