Exercícios de Speaking Em Inglês

Exerc√≠cios de Speaking Exerc√≠cios de Speaking Em Ingl√™s s√£o essenciais para quem quer muito praticar a fala em ingl√™s e, por via de consequ√™ncia, melhorar a habilidade¬†listening¬†tamb√©m. De nada adianta aprendermos um milh√£o de regras em ingl√™s se n√£o conseguimos nos comunicar com fluidez, clareza e em compasso com o que falantes de ingl√™s prop√Ķe. Tudo deve estar na mais perfeita sintonia.

Pensando nisso, decidi disponibilizar um exercício de speaking para quem procura treinar e lapidar a sua fala de verdade.

De qualquer forma, antes de conferirmos os exercícios de speaking em inglês, eu gostaria de te dizer que caso você queira conferir mais dicas de inglês além dessas, pode conhecer o nosso canal de inglês no Youtube. Atualmente são milhares de pessoas acompanhando as nossas aulas de inglês por lá. Tem gente do Brasil, Estados Unidos, Inglaterra, Canadá e muito mais. Como sempre dizemos por aqui, escola de inglês e curso de inglês são importantes, mas blogs de inglês também [clique aqui para conhecê-lo]. Você com certeza não vai se arrepender!

Exercícios de Speaking Em Inglês

Abaixo listamos alguns exerc√≠cios que com certeza v√£o lhe ajudar a falar um ingl√™s mais natural a ponto de lhe auxiliar a se comunicar de uma maneira mais fluida. Se ao final dos exerc√≠cios de speaking voc√™ tiver alguma d√ļvida, deixe a sua mensagem abaixo. A gente faz quest√£o de ajudar os nossos leitores. Uma √ļltima dica antes de voc√™ come√ßar: preze pela repeti√ß√£o. Repita quantas vezes for necess√°rio e salve essas dicas nos seus favoritos para justamente treinar quando for preciso. Ao final do artigo vou disponibilizar os links para voc√™ fazer download e praticar em casa, no metr√ī, no banho – a melhor hora para voc√™. Good luck!¬†

Exercício de Speaking #1

Em ingl√™s √© muito comum o uso de redu√ß√Ķes voc√°licas [j√° explicado nesse aula, clique]¬†como forma de agilizar a fala ou simplesmente torn√°-la mais eficiente. N√£o raro um estudante principiante de ingl√™s enfrenta dificuldades por n√£o estar habituado a esse expediente fon√©tico. Um exemplo pr√°tico √© a pergunta what are you going to do? que soa como “whatcha gonna do?”. Escute¬†no √°udio abaixo:

Embora em Portugu√™s esse fen√īmeno tamb√©m ocorra, raramente paramos para pensar nisso. √Č o caso da frase “tenho um blog de ingl√™s” que soa como “tenhum blogdingl√™s”. Confira abaixo exemplo na nossa l√≠ngua:

Para os próximos exemplos empregue a redução vocálica nas frases tomando por base o que você acabou de aprender. Antes de conferir as respostas nos áudios tente decifrar como ficaria cada frase adotando as reductions.

a) What do you say?

DICA R√ĀPIDA  Exerc√≠cio Em Ingl√™s Sobre Coronav√≠rus (COVID-19)

Solu√ß√£o:¬†a sequ√™ncia de palavras¬†what do you¬†soa como se fosse uma √ļnica palavra. Ent√£o, como voc√™ pode checar no √°udio abaixo, fica assim: whatda say?¬†

b) What do you mean?

Solu√ß√£o: a sequ√™ncia de palavras what do you soa como se fosse uma √ļnica palavra. Ent√£o, como voc√™ pode checar no √°udio abaixo, fica assim: whatda¬†mean?

c) Did you eat?

Solu√ß√£o:¬†a combina√ß√£o did e you quando formando perguntas soa como ‘didja’ em que o som de uma exerce influ√™ncia no som da outra. Gera-se uma sensa√ß√£o de que a frase √© composta apenas por duas palavras ‘didja’ e ‘eat’. O locutor pergunta: voc√™ comeu? Aprenda mais sobre isso [clicando aqui].

d) Do you want to dance?

Solu√ß√£o: a combina√ß√£o do e you quando formando perguntas soa como ‘doya’ em que o som de uma exerce influ√™ncia no som da outra. Al√©m disso, foi feito uso da contra√ß√£o informal wanna que substitui want to (como veremos no exerc√≠cio abaixo).

e) Are you out of your mind?

Solu√ß√£o: um exemplo cl√°ssico de redu√ß√£o voc√°lica em ingl√™s √© a combina√ß√£o das palavras¬†out¬†e¬†of¬†que quando usadas em conjunto simbolizam o verdadeiro ingl√™s falado. Pode-se citar como exemplo a cl√°ssica pergunta are you out of your mind?¬†que soa “are you outta ya mind?” e significa voc√™ est√° fora da sua mente? Ou melhor, voc√™ est√° fora de si? Para checar uma explica√ß√£o completa sobre o uso em conjunto dessas duas palavras [clique aqui].

f) Go get them!

Solu√ß√£o:¬†esse √© um detalhe bem interessante do ingl√™s. Como explicado [nesse v√≠deo, clique], o uso them¬†para dadas combina√ß√Ķes implica em uma esp√©cie de apagamento. Isso n√£o acontece apenas com them, pode suceder com him e outros mais. Voc√™ pode dizer you tell ’em em vez de you tell them. Confira no √°udio!

Exercício de Speaking #2

As contra√ß√Ķes informais em ingl√™s comp√Ķem um t√≥pico muito importante para quem quer ficar com o ingl√™s na ponta da l√≠ngua. Sem elas a fala fica exageradamente formal, distante da forma como nativos da l√≠ngua inglesa se comunicam e o falante que opta por n√£o adot√°-las em conversas do dia-a-dia passa a ser visto como um extraterrestre.

Para os pr√≥ximos exemplos empregue as contra√ß√Ķes informais nas frases tomando por base o que voc√™ acabou de aprender e o que se sup√Ķe que j√° saiba. Antes de conferir as respostas nos √°udios tente decifrar como ficaria cada frase adotando as contra√ß√Ķes.

DICA R√ĀPIDA  Exerc√≠cios De Preposi√ß√£o De Movimento Em ingl√™s (Respostas)

a) I am going to kill you.

Solu√ß√£o: ¬†n√£o sei se √© novidade para voc√™, mas lembre-se que nativos da l√≠ngua inglesa ao lan√ßar m√£o de going to, substituem essa estrutura por gonna. A explica√ß√£o completa sobre essa contra√ß√£o informal do ingl√™s pode ser conferida [aqui]. No final soa assim: I’m gonna kill ya.

b) I have got to go now.

Solução: empregue a contração informal I gotta go now. Como já explicamos [nesse artigo, clique], dominar o uso dessa contração informal é imprescindível para se comunicar melhor em inglês.

c) I want to kiss you.

Solu√ß√£o: como previamente citado no exerc√≠cio de speaking acima, want to¬†√© convertida em¬†wanna – h√° de fato um distanciamento entre o ingl√™s falando e o ingl√™s escrito. ¬†√Č por isso que, em vez de dizemos¬†I want to¬†(tr√™s palavras) podemos dizer uma vers√£o encurtada que √©¬†I wanna¬†(duas palavras) em que¬†wanna¬†substitui¬†want to. Assim, n√£o faz sentido pesquisarmos a respeito da¬†diferen√ßa entre wanna e want to, j√° que o significado √© mesmo, o que muda √© apenas a vers√£o adotada. A gram√°tica formal de op√Ķe a essa vers√£o encurtada de¬†want to, mas no dia-a-dia, ao menos oralmente, √© muito mais comum dizermos¬†I wanna¬†do que¬†I want to.

Exercício de Speaking #3

A gram√°tica normativa (aquela ensinada em sala de aula) se op√Ķe¬†ao ingl√™s falado o qual pede facilita√ß√Ķes, simplifica√ß√Ķes e corte de palavras em excesso, sempre primando pela singeleza sem com isso prejudicar a comunica√ß√£o clara e direta. ¬†Aqui mesmo na nossa p√°gina [leia esse artigo, clique], j√° falamos da import√Ęncia de ficar ligado quanto a esse aspecto. O verbo to be √© geralmente alvo desse padr√£o da fala. Se algu√©m pergunta em ingl√™s You Okey? √© o mesmo que perguntar “Are you Okey?”, ou seja, voc√™ est√° bem?. Basta assistir filmes que voc√™ constata esse tra√ßo particular do ingl√™s falado. √Č fundamental estar ciente desse modus operandi¬†para que o seu n√≠vel de compreens√£o n√£o seja impactado.

Para os pr√≥ximos exemplos empregue as contra√ß√Ķes informais nas frases tomando por base o que voc√™ acabou de aprender e o que se sup√Ķe que j√° saiba. Antes de conferir as respostas nos √°udios tente decifrar como ficaria cada frase adotando as contra√ß√Ķes.

a) Do you like chocolate?

DICA R√ĀPIDA  O Que Significa Manterrupting? Qual A Tradu√ß√£o de Mansplaining?

Solução: em inglês, o uso de verbos auxiliares é importante, mas no inglês formal vira-e-mexe é possível escutar alguém negligenciar o emprego dessas palavras. Assim, para o exemplo em questão temos: you like chocolate?

b) Did you go to Bob’s party?

Solu√ß√£o: O uso do verbo auxiliar did associado a um verbo na forma base √© uma regra da gram√°tica da l√≠ngua inglesa. Embora a gram√°tica normativa imponha esse tipo de formula√ß√£o para perguntas, n√£o se espante se algu√©m lhe perguntar: you went to Bob’s party? em que deliberadamente troca-se o verbo na forma base pelo verbo no seu formato passado – indo contra os ditames gramaticas da l√≠ngua inglesa.

c) Are you sure you don’t wanna go for a walk?

Solu√ß√£o:¬†como explicado no come√ßo desse exerc√≠cio de speaking, o verbo to be √© um dos maiores alvos quando o assunto envolve a omiss√£o de palavras em perguntas. A pergunta √© cotidianamente feita da seguinte forma: you sure you don’t wanna go fork a walk?¬†

Para baixar os √°udios, clique nos arquivos abaixo com o bot√£o esquerdo do mouse. Assim que abrir em uma tela preta clique em qualquer local da tela com o bot√£o direito e na sequ√™ncia clique em “salvar como”.

Gostou dos exerc√≠cios de speaking com respostas? Caso voc√™ tenha alguma d√ļvida, deixe o seu coment√°rio abaixo. A gente faz quest√£o de responder todos os nossos leitores. Para contar com a nossa ajuda e continuar aprendendo ingl√™s online, conhe√ßa o nosso canal de ingl√™s no Youtube. No momento milhares de pessoas de todo o mundo acompanham o nosso trabalho por l√°. Essa √© uma excelente oportunidade para voc√™ aprender ingl√™s online e ainda contar com a nossa coopera√ß√£o para turbinar o seu conhecimento [clique aqui para conhec√™-lo]. Voc√™ n√£o vai gastar nada com isso e ainda tem a chance de melhorar a sua pron√ļncia e escuta. S√£o v√≠deos para todos os n√≠veis: b√°sico, intermedi√°rio, avan√ßado e proficiente. No Facebook, sempre avisamos quando h√° novidades por aqui como dicas, artigos e textos novos. Ajuda a gente, √© rapidinho!¬† ūüėČ

Curtir P√°gina do Facebook

 

Download PDF

Coment√°rios

SEM COMENT√ĀRIOS

Deixe uma resposta