May Want e Might Want: o que significa em Inglês?

May Want e Might Want: o que significa em Inglês? A pegunta que faço aos leitores, presente no título desse artigo, é fruto da minha inquietação por descobertas. Adoro falar sobre esquisitices da língua inglesa em especial do inglês falado. A fala é uma arte incrível que desvela traços do idioma imperceptíveis em sua versão escrita.

Por isso, resolvi dedicar parte do meu tempo para falar de um padrão muito comum na língua inglesa: may want e might want.

Antes disso, gostaríamos de te convidar a conhecer o canal do Inglês no Teclado no Youtube. São dezenas de vídeos gratuitos para quem quer aprender inglês ou já está aprendendo inglês há um tempo. Tem gente do Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, Estados Unidos, Inglaterra e muito mais seguindo a gente por lá. Você com certeza vai gostar das nossas aulas gratuitas [clique aqui para conhecer].

May Want e Might Want: o que significa em Inglês?

Nativos da língua inglesa quando querem sugerir algo a alguém no sentido de identificar que algo é oportuno para uma dada situação, e temos aí uma pitada de incerteza por quem da o pitaco, costumam fazer recomendações utilizando may want e might want – optam por uma das duas construções.

O ser humano não sabe o que se passa na cabeça das pessoas. Entretanto, na língua inglesa, podemos usar as estruturas apresentadas no começo desse texto com verbos como:

  • want = querer
  • preferer = preferir
  • like = gostar

ou seja, verbos que exprimem o nosso lado pessoal e que só nós mesmos sabemos, para, supormos e recomendar o ato do outro. É realmente estranho, pois, como você sabe o que a pessoa gosta prefere ou quer?

Digamos que, por exemplo, você é uma pessoa do tipo que adora ajudar os outros. Contudo, no ambiente de trabalho esse seu perfil passou a gerar efeitos contraproducentes uma vez que os seus colegas se sentem ofendidos – é como se você quisesse os ensinar a fazer o trabalho deles.  Uma pessoa, vendo isso, lhe sugere:

Ex: You might want to think twice before you help your coworkers.

O que deixa muitos falantes nativos da língua portuguesa incomodados é que procuram incessantemente por uma tradução exata para esse tipo de construção.  De modo geral, quando estudamos os verbos modais, temos o vício de procurar por uma tradução específica – um porto seguro. No entanto, essa abordagem revela brilhantemente porque devemos aprender a usar as palavras em inglês independentemente do equivalente em nossa língua. Isso abre as comportas do aprendizado, não nos limita, pois nos habilitamos a usar as palavras em contextos corretos como ferramentas indispensáveis da comunicação.

Agora, vamos supor que há uma clara rixa entre você e a sua irmã. Você não quer conflito, mas ela é tarada por brigas. Um amigo seu, sugere que, como diz o velho ditado, “quando um não quer dois não briga”, você tenha o mínimo de contato com ela. A ideia dele parte justamente do pressuposto de que você entre a escolha de brigar e a opção de evitar confronto, tende a optar pela civilidade. Ele diz:

Ex:  You may prefer to avoid confrontation.

Temos aí mais uma vez o uso de um verbo modal para dar sugestões. Entre escolher may ou might, como nos casos apresentados, a opção é sua. Ambas as palavras, nesse cenário, atuam de maneira intercambiável.  Para aprender mais sobre o verbo modal e como usá-lo com maestria dentro do contexto apresentado e em situações completamente diferentes desse artigo, dá play no nosso vídeo abaixo. É super informativo!

Então é isso. Se você gostou da nossa explicação e gostaria de ser avisado quando novos artigos estiverem disponíveis, curta a nossa página oficial no Facebook. A gente sempre avisa por lá quando há novidades por aqui. No Youtube você confere diversos vídeos para todos os níveis de inglês e afiar a sua pronúncia e escuta como nunca. Ajuda a gente, é rapidinho!  😉

Curtir página do Facebook

Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta