Caso Possessivo Em Inglês (‘s)

O Caso Possessivo Em Inglês (‘s) também conhecido como Caso Genitivo Saxônico (Genitive Case) é uma das coisas que mais irrita estudantes de inglês. Isso porque na nossa língua esse padrão não é adotado e engloba uma série de regrinhas que na hora de escrever podem fazer falta. Você sabe como usar o apóstrofo e s para expressar o caso possessivo em inglês?

Antes de falarmos do caso genitivo propriamente dito, gostaríamos de te convidar para conhecer o canal do Inglês no Teclado no Youtube. Atualmente são milhares de pessoas nos seguindo por lá e essa é uma ótima oportunidade para você aprender inglês. Escolas de inglês e cursos de inglês são importantes, mas blogues de inglês também. Tem gente do Brasil todo nos acompanhando no Youtube e aprendendo inglês online de uma forma super original [clique aqui para conhecer].

Como Formar o Caso Possessivo (regra geral)

Para formar o caso possessivo temos que acrescer o ‘s ao possuidor, isto é,a pessoa que possui algo. Só que nem sempre esse detentor será uma pessoa que possui algo. Uma empresa, uma loja, um grupo de pessoas também podem possuir algo.

Ex: The boy’s book

[o livro do garoto]

Ex: The president’s son

[o filho do presidente]

Ex:The children’s dolls.

[as bonecas das crianças] 

Palavras no Plural – usamos apenas o apóstrofo

Ocorre que, se o detentor estiver no plural, apenas o apóstrofo (‘) é usado. Ou seja excluímos a letra s, não há a necessidade de inserir ‘s, mas tão somente o apóstrofo.

Por exemplo, o plural da palavra boy em inglês é boys. O plural da palavra book em inglês é books. Logo, se desejamos dizer os livros que pertencem aos boys, escrevemos assim:

Ex: The boy’s books.

[os livros dos garotos]

Se desejamos falar dos filhos dos presidentes (presidents), grafamos:

Ex: The presidents’ son.

[os filhos dos presidentes]

Outras situações em que usamos apenas a apóstrofo

Se os detentores (possuidores) terminam em -ce ou s e a próxima palavra começa com s, também aplicamos essa regra de apenas usar o apóstrofo.

Ex: For justice’ sake.

[por uma questão de justiça]

Ex: For goodness’ sake.

[pelo amor de Deus] 

Ex: Louis’ secret.

[o segredo de Louis]

Se a última sílaba do possuidor (detentor) começa e termina em s, também empregamos apenas o apóstrofo:

Ex: Moses’ laws.

[as leis de Moisés]

Se o possuidor (detentor) é nome próprio antigo e termina em s adotamos: Sophocles’, Socrates’ e por aí vai.  A regra gramatical permite que grafemos Mr.Jones’ e Mr. Jones’s house.

MAIS DE UM POSSUIDOR (DETENTOR)

Se temos uma coisa que pertence a dois detentores, o último possuidor é flexionado. Observe:

Ex: Bob and Daniel’s house.

[a casa do Bob e do Daniel] 

Ex:Rita e Carl’s toys.

[os brinquedos da Rita e do Carl] 

POSSESSIVO ELÍPTICO

Há um caso chamado elliptic genitive em que o substantivo modificado é facilmente identificável.

Ex: I parked my car next to John’s.

Eu estacionei o meu carro próximo ao carro do John. Como eu já usei a palavra car para se referir ao meu carro, não é necessário fazer uso dessa palavra novamente como em I parked my car next to John’s car.  Simplificamos o processo e eliminamos a repetição da palavra car ao final.

Veja outro exemplo:

Ex That’s book is Paula’s.

Não há nenhuma necessidade de você dizer that book is Paula’s book. Você poderia, por outro lado dizer: that book is hers.

Contudo, essa abordagem também é válida para os casos em que, mesmo não mencionado o substantivo, fica subentendido o que se quer dizer.

Ex: I had breakfast at my girlfriend’s.

Pode parecer muito estranho para os leitores o fato de usarmos ‘s sem citar a palavra que viria na sequência. Na frase acima eu fui eu tomei o café da manhã em algum local. Evidenciamos isso por meio da preposição at que indica ideia de lugar. Ao final eu mencionei algo que pertence à minha namorada (gilfriend’s).

Entretanto, repare que na nossa língua também estabelecemos um tipo de construção bem parecida.

Imagine o seguinte. Eu tenho uma amiga chamado Samantha. Meu pai me pergunta onde você estava? Eu respondo – estava na Samantha. É bem provável que meu pai entenda que eu estava na casa da Samantha, apesar de ter me expressado de tal forma. Caso a Samantha tenha um bar, é bem provável que meu pai também compreenda que eu me referia ao bar da Samantha. Isso porque ele sabe que ela possui um bar.

É por isso que você pode dizer em inglês:

Ex: I’ll be at the dentist’s.

Ex: I visited St. Paul’s.

Para as frases acima podemos inferir que o que a pessoa diz na verdade é:

Ex: I’ll be at the dentist’s office.

Ex: I visited St. Paul’s cathedral.

Se você está em um local que pertence ao dentista, só pode estar se referindo ao consultório dele. A Igreja catedral de São Paulo, o Apóstolo, é um dos locais mais famosos de Londres para se visitar.

Já falamos de um uso mais avançado sobre o Caso Possessivo Em Inglês e vale super a pena ficar atento [clique aqui para aprender mais]. Então é isso, se você gostou dessa explicação e gostaria de continuar ligado nas nossas dicas de inglês, conheça o nosso canal de inglês no Youtube. Essa é a melhor forma de você esclarecer as suas dúvidas conosco e continuar aprendendo inglês. [clique aqui para conhecer]. No Facebook, sempre avisamos quando há novidades por aqui. Ajuda a gente, é rapidinho!  😉

 Curtir página do Facebook

Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta