Estruturas em Inglês que dão um nó na cabeça (faça o teste!)

Acho que todos nós temos que definir prioridades se quisermos muito alcançar os nossos objetivos. Não que esse seja um texto de auto-ajuda, mas se você quer muito falar Inglês fluente tem que dar a cara a tapas; Não tem saída, isso porque sem chance um curso de 1 ano vai te deixar fluente em Inglês, mas a maneira que você se expõe a língua inglesa e principalmente os recursos que você tem acesso para bater essa meta é que vão verdadeiramente definir o seu sucesso.  😉

Uma tecla que sempre bato aqui no Inglês no Teclado (duplo sentido, eu sei) é estar ciente não apenas das formas corretas de se falar Inglês, mas também de erros que costumeiramente cometemos ao longo dessa jornada de aprendizado. Já falei detalhadamente sobre esse assunto e você pode conferir no post Falar Inglês Fluente: Erros que minam o desempenho e você tem que saber.

E olha que nunca fui um mega-extra-super-power aluno, mas, modéstia a parte, aprendi Inglês como nunca. Se essa é a sua primeira vez aqui no blog Inglês no Teclado, confira a minha história no post Criança e Inglês: quando começar a estudar a língua inglesa?

Seguindo a linha de raciocínio que mencionei acima, ou seja, sempre procurar saber que tipos de erros normalmente cometemos em Inglês, vou te mostrar 3 tópicos com estruturas em Inglês que dão um nó na cabeça. Afinal de contas, é sempre bom averiguarmos como está o nosso nível de discernimento, não é mesmo?

Confira abaixo estruturas em Inglês que dão um nó na cabeça (na minha e possivelmente na sua)!

Estruturas em Inglês que dão um nó na cabeça: é fácil para você?

O primeiro caso de estrutura em Inglês que certamente costuma deixar muita gente confusa é:

 I’d rather com simple past

Você pode estar se perguntando: mas esse I’d rather é muito fácil, inclusive aqui no blog vocês já falaram sobre ele no post Would rather e would you mind: como usar. O que haveria de ser tão chato?

De fato falamos sobre como usar I’d rather em Inglês, porém essa é a primeira vez que tocamos nesse tópico. Veja exatamente do que estou falando.

Tomando por base o post em que falamos sobre como usar I’d rather, estamos habituados a dizer coisas como:

Ex: I’d rather stay in tonight.

Ex: I’d rather eat out tomorrow.

Ex: I’d rather play soccer next week.

Perceba que nos exemplos acima, eu faço referência a mim mesmo. Menciono as minhas preferências, minhas escolhas. Uso o verbo na foma base.

E se alguém te perguntasse algo como: Where would you rather I slept?

Hein? Oi? A pergunta é para quem? Se refere a mim ou a você?  😯

Responda: quem procura um lugar para dormir? O anfitrião ou o hóspede? Você consegue entender o que está sendo perguntado?  🙄

Veja abaixo algumas frases mais simples antes de darmos a explicação completa sobre esse assunto.

Ex: I’d rather you went now.

Ex: He’d rather you called the police.

À primeira vista, esse tipo de construção pode parecer incoerente, mas não é. Usamos essa construção para indicar que gostaríamos que alguém realizasse uma ação (em vez de nós mesmos). Para ser mais preciso, podemos associar I’d rather e passado simples para construir frases onde apontamos que fulano prefere que ciclano tome uma ação em vez dele (fulano prefere sair de baixo) ou nós mesmos queremos sair de baixo e preferimos que um outro alguém execute a ação.

Uma característica ao usamos I’d rather e simple past é que o verbo vem no passado, diferentemente da outra construção que mencionamos onde o verbo vem na chamada base form. Veja outros exemplos:

Ex: I’d rather you came with us.

Ex: She’d rather Paul cleaned the house.

Ex: I would rather you did something.

Ex: I would rather they left now.

É possível encontrarmos variações como I’d rather that he do that, empregando o presente em vez do passado, apesar de ser menos comumOutro aspecto é que alguns estudiosos apontam que na verdade não se estabelece uma construção entre would rather e simple past, mas na verdade subjuntivo. Outros apontam que se trata do unreal past ou passado irreal em Inglês. Enfim, a despeito dessas discussões, agora você já sabe mais uma maneira de empregar would rather em Inglês.

A pergunta where would you rather I slept? poderia ser substituída por where would you prefer me to sleep?

/ VEJA TAMBÉM

expressões fáceis em inglês
Expressões fáceis em Inglês que meu professor não me ensinou

O segundo tipo de estrutura em Inglês que costuma dar um trabalhinho, na linha da explicação anterior, é:

It’s high time + simple past

Você usa essa combinação quando o propósito é enfatizar algo como “já era hora” ou “já passou da hora”. Além de dizer it’s high time, podemos optar simplesmente por it’s time. Confira alguns exemplos empregando it’s (high) time com o passado subjuntivo, retirados do site Grammaring:

Ex: It’s high time politicians learned to respect their voters.

Ex: It’s time you sold your first car.

Ex: It’s time you had a haircut.

Repare que nesse tipo de construção também empregamos o passado irreal para o verbo. Irreal porque ele não aconteceu. Se você encontrar esse tipo de estrutura onde o verbo é empregado no presente, não se espante, apesar da norma culta determinar que as construções sejam apresentadas da forma que apontamos acima.

O terceiro e último tópico envolvendo estruturas em Inglês que dão um nó na cabeça é:

Never had it been

Podemos usar never had it been quando o objetivo é comparar dois cenários acerca de um quesito de tal forma que um deles se destaca bastante em relação ao outro. Por seu caráter dramático, como diria o ex-presidente Lula: nunca antes na história desse país, é comumente empregado na mídia com o sentido de  “nunca foi…” ou “nunca antes…”.

Exemplo do site Zee News:

Ex: Mott said though prior research had asserted many organisations needed emotional intelligence training, but never had it been investigated and published with a nutrition and exercise component.

Exemplo do site Tucson:

Ex: Never had it been so cool to be a University of Arizona fan with the football, basketball and women’s volleyball teams all ranked among the nation’s best.

Exemplo retirado do site WinniPegFreePress:

Ex: Age is something Jokinen is aware of but never had it been so clearly defined as a factor.

 

Se você gostou dessas três estruturas em Inglês que dão um nó na cabeça e que ficar por dentro de todas as nossas novidades, curta a nossa página oficial no Facebook! Essa é a melhor forma de ficar por dentro dos nossos próximos textos!

 Curtir página do Facebook

Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta