Like a red rag to a bull: o que significa e como usar?

Você já ouviu a expressão like a red rag to a bull? Você sabe o que significa a expressão like a red rag to a bull?

Quando dizemos a red rag to a bull é como uma crítica ácida ou comentário capaz de irritar alguém, fazê-la reagir negativamente. O ato ocorre de maneira proposital, da mesma forma que um pano vermelho para um touro.

Já conhece a página oficial do blog Inglês no Teclado? Curta a nossa fanpage do Facebook aqui

Um detalhe interessante é que, apesar de touros serem incapazes de distinguir cores (o que significa que a cor do pano pouco importa), a expressão idiomática like a red rag to a bull é, na maioria das vezes, associada à provocação que constatamos em touradas quando o toureiro desafia o touro com um pano, supostamente na cor vermelha (red rag).

Uma expressão popular em nossa língua equivalente é chamar para briga ou “chamar pra briga”, como costumamos dizer. Nesse caso, a palavra briga não quer dizer necessariamente ter contato físico com alguém, mas entrar em uma discussão ferrenha.

Outra possível tradução é “como estopim”, ou seja, o recurso necessário para que uma reação negativa ocorra. Nada impede, no entanto, que você opte por outra tradução semelhante.

Veja os exemplos:

Ex: Lately you cannot say you support president Dilma because that is like a red rag to a bull.

[ultimamente você não pode dizer que apoia a presidente Dilma que é como chamar as pessoas para briga]

Ex: His statement that men should earn more than women was like a red rag to a bull.

[A fala dele de que homens devem ganhar mais do que mulheres surtiu como provocação perfeita]

Ex: Don’t tell her you are against gay marriage because that’s like a red rag to a bull.

[não diga a ela que você é contra o casamento gay porque isso é como chamar pra briga]

Ex: It was like a red rag to a bull when Kevin said “fuck you all”. Only cops could stop the fight.

[foi o estopim quando Kevin disse vão se foder. Apenas a polícia foi capaz de conter a briga]

Download PDF

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta