Interpretação de Textos em Inglês: dicas

Interpretação de Textos em Inglês: dicas – Tem um assunto que vira-e-mexe está de volta aqui no blog Inglês no Teclado. Como fazer a interpretação de textos em Inglês quando não sei muito pouco Inglês? Nesse artigo vou citar algumas dicas de Inglês instrumental no sentido de apontar o que você pode fazer se o tempo não está a seu favor.

Lembrando que o importante mesmo é inserir a língua inglesa na sua vida, pois se limitar ao Português é o mesmo que limitar o seu mundo de possibilidades e escolhas como eu já expliquei no artigo: Porque Eu Preciso Falar Inglês no qual mostrei como o Inglês mudou a minha vida para melhor.

Mas vamos ao que interessa. Se ao final você gostar das dicas de como interpretar textos em Inglês com pitadas de Inglês instrumental, não esquece de curtir a página oficial do blog Inglês no Teclado Facebook [clique aqui para conhecer]. Também estamos no Youtube e você você pode conferir o nosso canal repleto de vídeos [clicando aqui].

Interpretação de Textos em Inglês: dicas

Quando amigos me perguntam como interpretar textos em Inglês com um mínimo de conhecimento, logo digo que esse “mínimo” realmente é realmente um problema, porque a precisão da interpretação é fortemente prejudicada. Mas algumas dicas podem lhe auxiliar bastante na interpretação de textos em Inglês. A primeira delas é: saiba diferenciar verbos, substantivos e adjetivos. Saber os principais pronomes e preposições é igualmente importante. Explico.

Porque saber diferenciar as palavras na interpretação de textos em Inglês?

Quando a gente inicia o estudo da gramática da língua portuguesa na escola, logo apende sobre classe de palavras. Substantivos, adjetivos, verbos etc são um dos primeiros tópicos. A razão de ser importante você adotar essa abordagem para se preparar para a interpretação de textos em Inglês é porque na língua inglesa essa condição, como o Português, também é sine qua non. Isso porque uma palavra que você desconhece, apesar de não saber o significado, pode indicar a resposta de uma questão de múltipla escolha, por exemplo.

Outro motivo é que na língua inglesa é muito comum uma mesma palavra ser usada como substantivo, verbo, adjetivo e por aí vai. Isso não ocorre na nossa língua de maneira tão frequente. É claro que podemos dizer manga para a fruta ou a parte extrema de uma camisa. Mas ainda assim, não se compara com essa versatilidade da língua inglesa.  Quer ver?

Ex: He likes reading books.

[ele gosta de ler livros]

Ex: Have we seen the likes of Trump before?

[já vimos gente como o Trup antes?]

Ex: John looks like he could be a special player.

[John parece ser um bom jogador] 

Não estou lhe dizendo que você deve memorizar diversas palavras lendo um dicionário ou algo do tipo. Mas pelo fato de algumas palavras aparecem com muita frequência na língua inglesa, exercendo papeis diferentes, é sempre bom ficar ligado nesses termos.

Dois textos super interessantes do Inglês no Teclado em que falo mais profundamente sobre essa questão são esses daqui:

Iniciar a interpretação de textos em Inglês desconhecendo preposições

Preposições em Inglês são realmente uma das maiores pedras no sapato de estudantes da língua inglesa. Em se tratando da interpretação de textos em Inglês, isso fica ainda mais evidente. Muitas pessoas quando começam a se preparar para alguma prova de Inglês, concurso, enfim algum processo seletivo, tendem a focar os seus estudos sobre preposições de uma maneira excessivamente difusa e acabam não apendendo nada sobre uma determinada palavra. O importante é você saber como usar uma mesma palavra super recorrente em textos de diversas maneiras. Leia um texto em que dou 100 exemplos de como usar a preposição at em Inglês [clicando aqui]. Para ser sincero, não apenas preposições. Você não deve ir para uma prova, por exemplo, sem ter total domínio de como usar if em Inglês [leia esse meu texto].

interpretação de textos em Inglês
Dicas de Interpretação em Inglês: aprenda preposições

Eu poderia citar diversos outros exemplos como of, from e por aí vai, mas acho que já deu para você entender o recado. Se entregue ao mundo das preposições, mas não se limite a aprender o arroz com feijão, o básico do básico como preposições em Inglês sobre transporte e coisas do tipo. Também sugiro que não se entregue a um aprendizado excessivamente difuso. Repare como elas palavras estratégicas são fundamentais para compreender textos em Inglês de uma forma mais plena.

Nesse sentido, a maneira mais fácil de fazer isso é certamente ler um texto em Inglês e, ao ser deparar com algo novo, utilizar a seguinte técnica de leitura para textos em Inglês:  eventualmente interromper a leitura por algum tempo para refletir sobre aquela palavra ou estrutura. Observe como ela foi usada naquele contexto, como ela se encaixou no meio de outras palavras. Vá além e repare (e questione)  porque foi usada a preposição at e não in ou on em uma dada frase. Use uma das recomendações que já dei aqui  no Inglês no Teclado que é usar o The Free Dictionary para conferir essa mesma palavra sendo empregada em outras frases. O que mais gosto desse dicionário online é que ele lhe dá a definição de uma palavra em Inglês por meio de uma frase ou frases, o que lhe ajuda a associar outras palavras como, por exemplo, sinônimos. Como eu já disse [nesse artigo] é extremamente importante contarmos com o contexto para memorizar palavras em Inglês.

Também sugiro que você leia o artigo em que falo melhor sobre isso e dicas de como traduzir Inglês-Português [clique aqui para acessar]. Isso pode lhe auxiliar de sobremaneira quanto a tarefa de interpretação de textos em Inglês se faz necessária.

Desconhecer construções comumente usadas em textos em Inglês

Outro erro comumente cometido por quem tem interesse em aprender a interpretar textos em Inglês, é desconhecer estruturas recorrentes em textos jornalísticos, crônicas, artigos etc. Por exemplo, vamos dar uma olhada no excerto abaixo retirado do jornal Financial Times:

However, on the other hand, while politicians must be prevented from obstructing justice, justices should also be prevented from obstructing politics, says Rafael Cortez, a political scientist at Tendências, a São Paulo-based consultancy. 

Para o texto acima, marque a reposta correta:

a) O autor acredita que os tribunais têm o direito de intervir na política e políticos não podem obstruir a justiça;

b) O autor é um cientista político que trabalha em uma empesa chamada Tendências;

c) O autor deu o seu parecer se baseando em uma Consultoria de Tendências feita em São Paulo;

d) O autor não destaca contrastes em sua fala.

A resposta correta é a letra ‘b’. A letra ‘a’ afirma que o autor acredita que a justiça têm o direito de intervir na política, ao passo que o contrário não é verdadeiro, o que está errado. O autor cita que deve-se evitar que políticos obstruam a justiça quando afirma: politicians must be prevented from obstructing the justice.  O verbo modal must indica uma necessidade ou crença de algo como indispensável.  A expressão be prevented from  significa evitar com que algo ocorra, no caso a obstrução. Logo deve-se evitar que políticos obstruam a justiça – intervenham na justiça. A letra ‘b’ afirma que o autor é um cientista político. Sim, de fato no texto constatamos“says Rafael Cortez, a political scientist at Tendências, a São Paulo-based consultancy.”. Na língua inglesa, é muito comum textos usarem a preposição at para se referir de onde alguém em e Tendências seria o nome da empresa, organização, instituição, enfim,  a procedência do cientista político. A construçãSão Paulo-based é ainda mais comum. Ela é empregada para indicar a localização de uma empresa/instituto. Você menciona a cidade, estado ou país e com o hífen  juntamente a palavra ‘based’, forma a estrutura que indica o local da empresa de consultoria, ou ‘consultancy’ em Inglês. A letra ‘c’ existe justamente para confundir quem não está acostumado com esses termos recorrentes.  A letra ‘d’ está errada, pois o autor destaca uma contradição. Ao usar however logo no começo da sua frase, o autor embuti o sentido de palavras como entretanto, no entanto, todavia etc. Para reforçar o contraste, optou por uma expressão clássica: on the other que significa por outro lado ou lado outro.

Todas essas são expressões, estruturas e palavras comumente usadas em textos informativos, por isso vale muito a pena aprender a usá-las.

Nos próximos textos vamos continuar a falar sobre Inglês instrumental e dicas de interpretação de textos em Inglês. Temos diversas sugestões de estudo e você com certeza não vai querer perder. O Inglês no Teclado é um blog de Inglês no ar desde 2009 que disponibiliza conteúdo de graça para quem quer e precisa aprender Inglês de graça. Se assim como a gente você também acredita que aprender Inglês de graça é um direito de todos, curta a nossa página oficial no Facebook. A gente sempre avisa por lá quando há novos textos.  Ajuda a gente, é rapidinho!  😉

Curtir página do Facebook

Download PDF

ARTIGOS SEMELHANTES

Comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta